sábado, 24 de abril de 2010

A Magia do Fogo - Pedro Guardião


As Salamandras são elementais, representadas por serpentes flamejantes. Seu poder é incrível, pois como sabemos, o fogo aquece, destrói, queima e ilumina.
Este elemento, é a manifestação mais próxima ao elemento Éter – Espírito, por sua forma quente e intocável. O fogo utilizado em rituais segue o nome de Fogo Ritualístico ou Fogo Sagrado, que em fogueiras e caldeirões são queimados pedidos, ervas para a intenção do ritual, carvão, defumação e com várias outras finalidades, como piromância e também queima de resinas.

Utilizado como canal de cura, queimando dificuldades e energias estagnadas, este elemental eleva tudo ao Universo como mensageiro mágico, assim tornando mais tênue a passagem de pedidos.
Funciona como um Portal para outros seres de Luz e de força, ligado a diversas egrégoras quando se permite a utilização do tal em um ritual ou cerimônia. Mas também funcionando como um “ralo” astral para seres indesejáveis e de más intenções, queimando-os e levando-os para outra dimensão.
Os elementais são as Salamandras, e seu Deva regente é Djinn. Antes de acender uma tocha, uma fogueira ou caldeirão num ritual, é inteligente chamar a proteção e permissão desse Deva para que nada saia do controle, porque salamandras ainda sim são agitadas e muita energia densa pode deixá-las fora de controle. Salamandras adoram músicas, como a maioria dos elementais, e sentem-se fortemente atraídas por ela, especialmente quando está sendo composta. Sua energia é vibrante e quem aprender a controlá-las produzirá obras artísticas com rapidez e agilidade. Normalmente usa-se um isqueiro para acender velas no ritual como também, incensos. Para o caldeirão, use um bastão de canela, molhe a ponta, acenda-a e ligue o fogo do recipiente.

E atenção para as dicas!
Quando for acender uma fogueira, nunca, jamais utilize álcool duas vezes ou mais, num ritual só. Coloque o tanto desejado ou suficiente para toda a celebração, evitando novamente reacender suas chamas. O caldeirão estará quentíssimo e isso fará que o contato com álcool, entre em chamas imediatamente, fazendo uma grande explosão ou a garrafa explodir na sua mão. Por isso muito cuidado! Utilize o suficiente, recipientes separados para outra queima ou espere um tempo conferindo se não há brasas acesas.
Introduzir velas em rituais é completamente básico em qualquer feitiço que seja. Estão ligeiramente ligadas ao elemento fogo, pois sua chama que desperta a intenção de uma vela. As cores têm muito simbolismo num ritual e as formas também; o jeito como reagem é muito importante, pois podem ser sinais de seres que querem ajudar.


Confira a matéria sobre velas aqui no blog em Elementais da Natureza.


Pedro Guardião

2 comentários:

Reh disse...

Oi Pedro!! Espero que vc atualize logo o blog, para conversarmos!!!Foi muito bom eu encontrar vc por aqui, seu blog é muito legal, eu amo a wicca, e me interessei a uns dois anos atrás, ja tenho uns 9 exemplares da Eddie Van Feu, adoro ela também, hoje comprei meu primeiro caldeirão. Então,sou digamos uma estudiosa do assunto, mas ainda nao praticante,na verdade tenho um receio, pois desde os meus 16 anos ouço vozes, e sinto presenças. Diria que tenho um pouco de medo e curiosidade, mas isto me chama! Aguardo o contato seu, um bater de asas pra vc! Até!! Bjos Re

Anônimo disse...

Eddie Van " Feia " Fala de tudo , menos da Wicca como ela realmente é. E se somos Wiccanos n acreditamos em Anjos. Pois os mesmos só fazem parte das Religiões Judaico-Cristãs ...

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...