quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Almanaque Wicca 2015 - Pedro Guardião

Olá, pessoal! Como estão? Chegou nas bancas como de costume no mês de outubro o Almanaque Wicca da Editora Pensamento para 2015. Inicio minhas considerações pela capa, que está belíssima, lembrando os antigos livros norte-americanos como o "Encyclopedia of Wicca in the Kitchen" de Scott Cuningham. Percebo que neste ano o conteúdo do almanaque está mais sério, levando as pessoas a pensarem e refletirem sobre a religião em si. Não que as edições anteriores não fizessem este papel, mas os assuntos discutidos neste, com diversas colaborações brasileiras enriqueceu o conteúdo. Logo de início temos um texto bem legal da Sacerdotisa Naelyan Wyvern sobre como viver a magia 24h por dia, algo que muitos pensam ser inviável, mas que definitivamente não é. Também encontramos várias receitas de poções, alguns rituais interessantes e encantamentos.

Temos um compilado de depoimentos sobre as práticas de Wicca no Brasil com várias referências já conhecidas do meio pagão. Algo inédito! O calendário dispensa comentários, sempre muito útil e fácil de entender com os dias da semana, fases da lua, signo lunar, referências de cores, incensos e comemorações.

Algo polemizou um tanto, uma matéria sobre Anjos da bruxa e escritora Eddie Van Feu. Na minha sincera opinião achei super válida tomando como referência a Tradicional Witcraft, que muitos não sabem, mas que encara estes seres como além das figuras cristãs que estamos acostumados a ver. Tudo é uma base de estudos e de caminhos, cada um escolhe o seu e a informação é acessível para todos.

Aqui listo alguns dos temas que eu mais gostei desta edição:


- Autossabotagem: quando você é o seu pior inimigo.
- Técnica para criação de seres astrais.
- Magia egípcia e wicca.
- O medo, a vibração mais baixa do mundo.
- Prática wiccana entre brasileiros.


E para encerrar, uma prece do final do livro, já tradicional em toda edição:

Prece para a Autoestima

Hathor, Deusa compassiva
eu te peço, dê-me beleza
e graça interior e exterior
abençoe-me com poder
desperte a minha joia interior
de paixão e prazer
confira-me a visão do sagrado amor
por mim mesma.

Quem quiser adquirir, o valor é R$ 9,90 em todas as bancas do País. Para quem preferir comprar na internet, segue o link: http://www.pensamento-cultrix.com.br/almanaquewicca2015guiademagiaeespiritualidade,product,977-198-184-615-4,125.aspx

Pedro Guardião

domingo, 19 de outubro de 2014

Fazendo o Mastro de Beltane - Pedro Guardião

O Maypole é um dos símbolos mais conhecidos de Beltane. Ele representa a união do Deus (o Mastro) e da Deusa (coroa de flores no topo). Tradicionalmente é enfeitado com fitas multicoloridas, entrelaçadas ao mastro durante uma dança, representando o enlace da Deusa com o Deus. Durante o entrelace das fitas tecemos a teia da nossa vida, mentalizando nossos desejos, fazendo nossos pedidos e projetando nosso futuro ao Universo.

Outro belo e antigo costume associado com esse festival era o “Bringing in the May”. Os jovens das vilas e cidades iam até as florestas à meia-noite de Beltane para colher flores. Quando retornavam para a sua vila, paravam em cada casa e presenteavam seus moradores com as flores; então recebiam as melhores comidas e bebidas que os anfitriões podiam oferecer. Isto trazia boa sorte para os donos da casa e era um ato generoso que representava a bondade da Terra nessa época do ano.

Para saber mais sobre o Sabbat de Beltane,
clique aqui.

Atividades:
- Pular a fogueira de Beltane;
- Guardar as cinzas da Fogueira de Beltane para utilizar em encantamentos de fertilidade, para abençoar objetos e pessoas;
- Dançar em volta do Mastro de Beltane;
- Colher as primeiras ervas da estação;
- Fazer um piquenique com a família;
- Lavar a face no orvalho da manhã de Beltane. Segundo as Tradições desse Sabbat, isso traz beleza para quem o faz;
- Fazer máscaras com folhas para representar o Green Man;
- Colocar uma tira de tecido em uma árvore fazendo um pedido ao Povo das Fadas. Usar tiras nas cores: laranja para prosperidade, rosa para amor, verde para abundância, amarela para cura, vermelha para proteção, preto para afastar o mal;
- Fazer uma oferenda ao Povo das Fadas;
- Fazer guirlandas para serem usadas na cabeça como coroas. As das mulheres são feitas com flores multicoloridas e as dos homens com folhagens verdes;
- Fazer um pacote de Beltane, com madeiras, para ser queimado;

- Levar uma oferenda das flores ao Espírito da Primavera em um rio ou uma cachoeira.

Para fazer o Mastro de Beltane você vai precisar de:

- Um tronco fino de uma árvore com mais ou menos 2 metros de altura;
- Fitas multicoloridas, com 10 cm de largura, na mesma quantidade de participantes da cerimônia;
- Pregos e martelo;
- Uma coroa de flores coloridas.

Comece a pregar as fitas em uma das extremidades do tronco. Posicione a coroa de flores na extremidade que você pregou as fitas de modo que os pregos sejam ocultados pelas flores. Prenda as fitas no tronco com um elástico para que elas não embaracem. Então, na sua cerimônia de Sabbat, erga o Mastro de forma ritualística. Para isso proceda da seguinte forma: Num dado momento de sua cerimônia, as mulheres começam a cavar um buraco no solo, para que o mastro seja fixado. Os homens presentes à cerimônia dão três voltas ao redor do Círculo Mágico, sempre no sentido horário, enquanto dos cantam:

Beltane, Beltane, Beltane que chegou.
É o Sabbat da fertilidade e do amor.

Ao final da terceira volta, as fitas são soltas e o mastro fixado no buraco cavado pelas mulheres. Começa então o entrelaçamento das fitas enquanto o cântico continua. Ao final do entrelaçamento, o mastro é retirado do buraco. Todos seguram o tronco entrelaçado, dando várias voltas juntos pelo Círculo, enquanto continuam cantando:


Beltane, Beltane, Beltane que chegou.
É o Sabbat da fertilidade e do amor.

O Mastro é levado até a fogueira e depositado nas chamas. A festa continua e os participantes prosseguem cantando cânticos sagrados e dançando em volta da Fogueira de Beltane.


Observação: Essa descrição se aplica a um, ritual feito com muitas pessoas e ao ar livre. A confecção, o erguer do Mastro de Beltane em locais fechados e seu uso em rituais solitários podem ser adaptados. Um pequeno Mastro simbólico pode ser feito com gravetos e pequenas fitas de cetim e queimado no interior de um caldeirão ao fim da cerimônia. Use sua criatividade e intuição sempre.

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...