segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Resenha – Livro Wiccaniano do Dia-a-Dia

Esta é uma obra simples, curta e muito prática. Escrito por Gerina Dunwich e publicado pela Editora Gaia em 2004, o livro nada mais é do que um calendário com datas pagãs para todos os dias do ano. Ele é dividido de Janeiro a Dezembro, onde há trechos introdutórios com o significado dos meses e textos explicativos como festivais, deuses e deusas, entradas astrológicas, lembranças históricas, entre outros, para cada dia deles. Encare como uma enciclopédia! Deixo para a curiosidade de todos a explicação do dia 1º de Janeiro, para que também conheçam o teor dos significados:

Este dia é consagrado às deusas conhecidas como Três Parcas, a Bertha, deusa germânica Morrigan e aos deuses japoneses do lar. Muitos bruxos e Wiccanianos modernos do mundo iniciam o ano tradicionalmente com um encantamento de boa sorte e um ritual para abençoar o novo ano com paz, amor, saúde e prosperidade para todos. Esta é uma época tradicional para acabar com maus hábitos e pôr em prática as resoluções de Ano Novo. O primeiro dia de Janeiro era dedicado, pelos antigos romanos, ao deus Janus (de quem o mês recebeu o nome). Janus possui duas faces idênticas que olham em direções opostas: uma para o passado e outra para o futuro. Ele é o deus dos portões e portas de entrada, sendo associado a viagens e início das coisas.”. – página 11.

Como podem perceber, todos os dias do ano possuem uma explicação ou uma associação mágica (muitas vezes bem resumida). Para mim, este livro não chega a ser exclusivamente Wiccaniano como sugere o título, pois várias referências não são lembradas ou celebradas pelos praticantes da religião. Isso inclui datas cristãs e festejos de santos, porém vale pela curiosidade.

É um livro rápido e básico. Gosto de recorrer a ele para verificar alguma data esquecida, que pode colaborar na realização de um feitiço, por exemplo. Ou mesmo para programar um rito devocional.

Deixo mais um trecho, do dia de hoje (17 de Agosto), para conhecerem mais:

Festival de Diana. Todo ano nesta data, a deusa da castidade, da caça e da Lua era homenageada pelos antigos romanos. Este é um dia especial de banquetes, jovialidade e de fazer mágicas para muitos Wiccanianos dianistas, uma vez que Diana é a deusa mais sagrada de sua tradição. Nesta data, no ano de 1950, o místico e curandeiro Oglala Sioux chamado Nicholas Alce Negro faleceu em Manderson, Dakota do Sul. Ele era conhecido por seus grandes poderes de profecia e cura e foi adepto da Dança do Espírito, um movimento religioso indígena americano de curta duração que terminou em um trágico massacre em Wounded Knee, Dakota do Sul, em 1890.”. – página 102.

Ele está esgotado, mas é facilmente encontrado em sebos e com preços bem acessíveis. Espero que gostem!

Pedro Guardião 

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...