quarta-feira, 5 de maio de 2010

As Tradições Wiccanas - Pedro Guardião

“Tradição” é um método específico de ação, atitude ou ensinamentos que são passados de geração para geração. Na Wicca, a palavra tem um significado um pouco diferente: uma tradição é um conjunto específico de rituais, ética e instrumentos. Resumindo, uma tradição é um subgrupo específico dentro da religião.
Como sabemos, há várias tradições para seguir. Existe uma ramificação extensa delas dentro da bruxaria, e nem sempre todo bruxo as conhece por inteiro.
Então vejamos todas existentes:

ALEXANDRINA - Fundada na Inglaterra nos anos 60, por Alex Sanders. Esta Tradição é quase uma “dissidência” da Gardneriana.

BRUXARIA CERIMONIAL - Como o nome já diz, é baseada na Magia Cerimonial, com um toque de magia egípcia e magia cabalística.

BRUXAS HEREDITÁRIAS - São as Bruxas que tem uma ascendência pagã (mãe, tia, avó, etc) e que foram ensinadas “diretamente” por elas. Mensagens psíquicas, sonhos, etc, não contam. Mas algumas Tradições Familiares “adotam” pessoas de fora, em sua dinastia.

BRUXARIA PICTA - Bruxaria escocesa. É uma forma solitária da Arte, basicamente mágica e com poucos elementos religiosos.

BRUXAS SOLITÁRIAS - As Bruxas que praticam a Arte solitariamente, independente da Tradição que seguem, são chamadas de Solitárias. Existem diversos tipos de Bruxas Solitárias: algumas foram Iniciadas em Covens e decidiram desligar-se e continuar sozinhas o caminho. Também pode ser uma Bruxa que não quer ligar-se à nenhum Coven estruturado, mas escolhe uma Tradição e a segue através dos ensinamentos de outra Bruxa. E, finalmente, existe a Bruxa Solitária que decidiu estudar sozinha, através de livros e do intercâmbio de experiências com outras Bruxas de diferentes Tradições.

CALEDÔNIA - De origem Escocesa, era conhecida antigamente como Tradição Hecatina.

ECLETISMO - Indica que a Bruxa não segue nenhuma das Tradições em particular. Ela estuda diversos sistemas mágicos e Tradições e aplica, para si, aqueles que se adaptam melhor à sua realidade.

GARDNERIANA - Organizada por Gerald Gardner, na Inglaterra, nos anos 50. Gardner foi uma das poucas pessoas, em sua época, determinadas a não deixar morrer a Antiga Religião, e assumiu o risco de divulgá-la na mídia. É uma Tradição que apresenta práticas cerimoniais e rituais mais estruturadas e complexas.


SEAX-WICCA - Fundada por Raymond Buckland em 1973. Apesar de ter influência Saxã, foi criada por Buckland sem que ele se desligasse totalmente da Tradição Gardneriana.

STREGA - Segue os princípios de uma Tradição iniciada na Itália, em 1353.

TEUTÔNICA - Também é conhecida como Tradição Nórdica.

TRADIÇÃO DIÂNICA - Esta Tradição é centrada principalmente na Deusa e é basicamente feminista.

TRADICIONAL INGLESA - Uma combinação das crenças Celtas e Gardnerianas.

WICCA CELTA - Utiliza o panteão Druídico/Celta, mesclado com alguns rituais Gardnerianos.

WICCA SATÂNICA - Ninguém pode ser uma “bruxa” e “satânica” ao mesmo tempo, porque as Bruxas não acreditam em “satã”. Se você ouvir este termo, pode ter certeza de que trata-se de um destes charlatões que a gente encontra por aí aos montes!

Fonte: Adaptado do site Magia Zen.

Um comentário:

Anônimo disse...

Certo. Agora me diz se há, e neste caso qual delas, incluem sexo em seus rituais? Meu chamado é para uma tradição com este perfil. Sabes identificar a verdade quando a vê?! Responda p/ freire_50@hotmail.com

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...