quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Família X Wicca - Pedro Guardião

Já sabemos que somos despertos para a magia. Ela acontece, informações chegam a nossas mãos quando menos esperamos. Aos que acham interessante e simpatizam com o tipo de informação, seguem em frente se conhecendo cada vez mais com o tipo de estrutura religiosa, filosofia seguida e outros demais.
Só que nem sempre é fácil, para alguns. Ainda vivemos numa sociedade claramente cristã cheia de pré-conceitos espalhados por aí afora.
Há os que tem este pré-conceito por falta de informação. Há outros por cabeça dura. Há outros por ignorância.
Quando um adolescente começa a estudar a Arte dentro de casa, com os pais e a família de outra religião, fica difícil o diálogo (digo por experiência própria). Tudo é coisa do diabo.
A melhor coisa a fazer é sentar, não se aborrecer e tentar explicar melhor tudo o que realmente é sua escolha religiosa, mostrar que não tem nada de diabólico nisto, pois nem em diabo acreditamos.
Existem as famílias mais modernas, que ao conhecerem, quebram esta barreira de ignorância da mistificação que Bruxaria vem de origens malignas e acabam até se envolvendo algumas das vezes, gostando ao conhecer.

Mas como nada é tão fácil, há famílias (aquelas que ainda acham que temos que ir pra roça pra aprender as coisas da vida) tão tradicionais que jamais aceitariam ao menos um incenso dentro de casa. É aí que a coisa complica!
Por experiência própria, passo por isto até hoje. Meus pais são totalmente contra magia (por tremenda cabeça dura) e já me fizeram passar mal bocados, me pondo contra a parede, ameaçando queimar tudo, ensacar as coisas e sumir. Essa é a parte mais triste, pois precisei tirar as coisas de casa. Sorte que amigos sabiam de minha situação e me apoiaram, pois nada do que eles fizeram ou façam, irá tirar a crença e a fé de dentro de mim.

O maior conselho para aqueles que passam por esta mesma situação é manter a calma. Procure pessoas que te ajudem, que possam guardar seus livros, seus instrumentos de estudo ou até mesmo, estudar com outras pessoas para que não envolva isso dentro de casa. Siga como teu coração mandar. Mas jamais deixe de seguir sua missão, por mera pressão familiar. Seria tremenda "burrice".
Liberdade a gente conquista, alguns mais cedo, outros mais tarde. Mas se fizermos nossa parte, ela vem como consequência. Por isso falo, após conquistar sua liberdade, nada mais poderá te impedir de seguir realmente seu caminho, de forma mais independente, mais firme do que antes.
Para alguns, como já ouvi relatos, é um fetiche desafiar os pais e a família. Desencane disso! Eles são a autoridade na sua casa. Então tente agir com sabedoria. Essa coisa de "modinha" não dá certo.
Apenas digo. Uma hora ou outra, você será dono do seu próprio espaço e poderá seguir como achar que deve ser. Porém, seguir com sabedoria, é o melhor caminho!

"Ainda que o céu caia, que a terra se abra e que os mares transbordem, manteremos a fé". - (ditado celta).

.·. Pedro Guardião

5 comentários:

Enrique Coimbra disse...

Concordo com muitas coisas ditas aí. Liberdade vem, uma hora ou outra, isso é fato. A pessoa só não pode, também, ficar parada, esperando isso acontecer. Talvez ela esteja com os elementos para sua luberdade bem à mão, só que está tão acomodada e acostumada a discutir e brigar que não enxerga um palmo.

Texto legal.

Bruxo Luan disse...

É realmente uma barra "enfrentar" o preconceito, principalmente dentro de casa...onde devia ser o lugar de maior acolhimento! Mas acredito que isso faça parte do desafio do crescimento...Obrigado pelo apoio é disso que precisamos...é bom saber que não estamos sozinhos na caminhada!

Ametista disse...

Pedro. Em primeiro lugar quero lhe dizer que seu blog é lindo, simplesmente toca a alma...gostei muito mesmo. Embora, creio que você já deve ter recebido vários elogios desse porte. Quanto ao texto. Concordo...Mas é sempre complicado e delicado também...pois a família é a que primeiro queremos ter ao nosso lado em nossas decisões. Mas realmente, a deusa escolhe os seus, e seu chamado é bem mais forte. De modo que, podemos caminhar em diversos caminhos, que podem servir de aprendizado, mas quando ela decide que é chegada a hora. o coração fala mais alto.

Renata Gayet disse...

Oi Pedro, seu texto é muito bonito, tenho problemas com isso tbm, afinal nada que não seja "normal" pode ser feito, nem mesmo acender incensos, mas uma hora terei meu canto e lá poderei fazer o que tenho vontade.
bjs e luz

Linda Rosa disse...

Seu texto é ótimo. Eu sofro muito com isso. Passei a esconder meus livros depois que a minha mãe jogou fora meu pentagrama. O preconceito maior dela nem é porque as pessoas acham que é do diabo até porque eu expliquei tudo pra ela, é simplesmente porque ela não acredita, diz que é coisa de criança e eu tenho que crescer. Eu espero ansiosa pra ter o meu cantinho e poder me dedicar melhor a deusa e ao deus.

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...