segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Um encontro do Passado! - Pedro Guardião


Neste final de semana, recebemos, eu e um amigo bruxo, a visita da Bruna, uma amiga bruxa em comum. Ainda não nos conhecíamos pessoalmente, mas por algum motivo sabia que eramos conhecidos de outras vidas. Foi uma semana de expectativas, iriamos nos conhecer!
O tempo passou, e quando dei por mim, o final de semana já havia chegado e a Bruna estava a caminho da cidade. Chegado, ela se hospedou na casa do nosso amigo, também apreciador e estudante da Arte. E eu não estava em casa, estava em visita. Mas, como nada é por acaso, quando recebi o telefonema deles, corri apressar o pessoal para ir embora, pois tinha marcado compromisso. Confesso que demorei um pouquinho pra conseguir, mas fui.
Ansioso, cheguei na casa do Raphael, este nosso amigo, e ela estava lá, tirando cartas para a mãe dele. Mal cumprimentei, tímido, quase sentei em cima do tarot que ela estava jogando. (risos)! Ela entendeu, foi nervosismo de última hora.
Já era noite e tínhamos combinado de sair um pouco, para ela conhecer a cidade, já que fazia
tempo que ela não vinha pra cá. Combinamos que mais tarde, realizaríamos um ritual em honra a Deusa e encantamento de algumas coisas. Fomos a uma praça, conversamos, e nesta praça, por sorte, estava cheio de barracas de pulseiras, colares e bugigangas. Encontramos três pulseiras iguais, em cores diferentes e compramos para encantar mais tarde.

Logo depois, a fome bateu. Não teve jeito, fomos comer depressa um lanche que a fome tava grande! E lá, na barraquinha mesmo, conversamos sobre várias coisas, combinamos coisas para mais tarde, e planos para logo. A Bruna adorou a maionese do lanche!

De lá, mais um passeio na cidade foi feita, pois tinhamos combinado de ir comprar um vinho, para conversar em um lugar tranquilo. Até que compramos uma garrafa, e fomos ali, em um pequeno bosque, muito legal perto de nossas casas. A energia do local era muito boa. Tinha ido poucas vezes até lá. Sentamos no gramado perto de uma árvore acinzentada e grande, que depois de muito papo, descobrimos que alí, habitava uma dríade. Já era meio tarde e decidimos voltar e preparar as coisas do ritual.

Conhecemos várias coisas um dos outros, mas na preparação, algo já era diferente. Parecia algo ja marcado, um encontro, quer dizer, reencontro. De certa forma, já haviamos celebrado algo no astral, foi muito natural. Na área que realizamos o ritual, era céu aberto, sentiamos uma brisa muito boa, mas as velas demoraram pra acender, foi uma briga com elas (risos). Abrimos o círculo mágico, contatamos os elementais e totens e uma energia muito boa nos aquecia ali dentro. Cantamos, purificamos, encantamos, jogamos tarot e , parecia que o tempo não passava, estava muito bom tudo aquilo. Mas olhando a hora, já era mais de 3 horas da madrugada. No círculo, parece que estavamos em um outro momento, e fora, o tempo passou voando. Vimos manifestos nas chamas do caldeirão, e após nossas meditações, encerramos com gostinho de quero mais.
Guardamos as coisas, deixamos tudo em ordem e tive que ir. Bruna e Raphael me levaram até em casa, e nesta caminhada, vimos a Lua alta e belo no céu, encoberta de nuvens passageiras e estrelas, foi emocionante. Nos despedimos, e ja fiquei com vontade de celebrar outros encontros assim.
Queria agradecer a todos os seres mágicos que nos proporcionaram este encontro, à Bruna que veio depois de tempos e ao raphael que cedeu a casa para o ritual.


Valeu a todos e até a próxima!
Namastê.

Um comentário:

menina-pássaro disse...

E vai ser sempre assim, sempre que ouver fogo, sempre que ouver magia sempre que ouver amor!
Amizade é um presente dos Deuses, mesmo longe a Deusa dá um jeitinho de unir seus filhos, estaremos sempre juntos se estivermos sempre celebrando a Deusa.
Adorei a maionesa salgadinha e a compania de vocês e andar de pantufa as 5 da manhã levando você pra casa não tem preço uhahuahuahu

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...