domingo, 29 de maio de 2016

Resenha – Wicca para Homens

O livro Wicca para Homens, escrito por A. J. Drew e publicado pela Madras Editora em 2002, tem uma proposta bastante interessante – apresentar a religião a partir da perspectiva masculina. Ele explica de início que a Wicca se tornou muito popular em todo o mundo, entre muitos livros já escritos com este título, e defende que o modismo não é uma coisa interessante. Pelo contrário, diz que a Wicca é uma religião viva e em crescimento e o lado masculino necessita de atenção.

Todo o conteúdo é bastante prático e cheio de curiosidades. São apresentadas as diferenciações entre a energia masculina (projetiva) e feminina (receptiva) e as diversas faces do Deus entre panteões e culturas. Entre a teoria, são inseridos exercícios para ser um bom praticante de magia. Ex: Visão, Olfato, Paladar, Tato e Audição – Sentidos que fortalecem a execução de feitiços e rituais. O autor se preocupou em mostrar como o patriarcado e a própria Igreja Católica trouxe distorções para a energia do homem e faz comparações deste legado que carregamos com a bruxaria. São abordados os conceitos Morais, considerados falsos, ligados a Ética Wiccaniana, e suas devidas explicações: “Você nunca deve tentar manipular as coisas pela Magia” – “...Pelo bem de todos e de acordo com o livre arbítrio” – “Você nunca deve jogar um feitiço amoroso numa pessoa, porque estará roubando o seu livre arbítrio”.

A partir daí a obra traz um compilado de feitiços, simbologias de pedras, ervas, chakras e óleos, por setores: Prosperidade, Proteção, Cura, Amor e Viagem Astral. A. J. Drew coloca receitas de incensos, óleos e tinturas de vários Deuses: Adonis, Apolo, Baco, Asclépio, Eros, Hades, Hermes, Cernunnos, Hórus, Odin, Osíris, Pan, Poseidon, entre muitos outros. Ao final, há toda essa listagem com uma breve explicação de cada face do Deus, associações com a astrologia, herbologia, minerais e extratos.

Em geral, o livro é bastante interessante e único. Não chega a ser um estudo aprofundado do Deus e da energia masculina, mas já é um excelente começo. Aqui deixo algumas receitas aleatórias contidas na obra.

Incensos dos Deuses

Eros – Para despertar o interesse amoroso
Quatro partes de pétalas de botões de rosa
Duas partes de folha de louro
Uma parte de goma arábica
Óleo de Eros, ou óleo de rosa para acrescentar à mistura.

Ganesha – Para atrair a prosperidade
Uma parte de erva Damiana
Uma parte de flor de jasmim
Óleo de Ganesha ou de jasmim para acrescentar à mistura.

Odin – Para incentivar a criatividade
Uma parte de pó de cedro
Uma parte de pó de benjoim
Uma pitada de visco branco
Quantidade suficiente de óleo de Odin e óleo de patchuli para acrescentar à mistura.

Óleos Mágicos dos Deuses

Apolo – Profecias, Adivinhação e Cura
12 gostas de óleo de louro
6 gotas de óleo de cipreste
3 gostas de óleo de bagas de zimbro
14 gramas de óleo de oliva, girassol ou palmeira.

Hermes – Expressar seus pensamentos
9 gotas de óleo de sândalo
6 gotas de óleo de benjoim
6 gotas de tintura de resina de almicegueira
14 gramas de óleo de oliva.

Óleo de Hórus – Combater a morte e esterilidade

9 gotas de óleo perfumado de sangue de dragão
6 gotas de óleo de rosas
6 gotas de óleo de mil-em-rama
14 gramas de óleo de girassol.

Um comentário:

Amanda de Ishtar disse...

Olá Pedro! Bem bacana sua resenha! Identifiquei-me com seu texto, pois me fez lembrar do meu primeiro contato com a Wicca. Eu tinha um ex-namorado que era simpatizante na época e me emprestou este livro. Nunca tinha ouvido falar da religião e foi amor à primeira leitura. Tem muitos anos isso e confesso que não cheguei a ler o livro completo na época e depois procurei outros materiais e acabei não voltando à obra.
Parabéns pelo texto e pelo blog. Blessed be.

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...