quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Resenha – Feitiçaria Antiga

Na votação que fiz, este livro ganhou para ser resenhado entre os outros dois selecionados do mês: O Livro das Sombras - Migene González-Wippler e O Livro Mágico da Lua – D.J. Conway. A cada 15 dias deixarei uma enquete aqui no blog com três opções de livros e vocês escolherão qual deles terá uma resenha. Os menos votados irão direto para o final da fila, portanto, participem e votem naqueles que vocês têm mais curiosidade!

Publicado pela Editora Madras em 2003, o título de Laura Perry, Feitiçaria Antiga – Dos Hinos Hititas às Esculturas dos Celtas, possui 154 páginas e é dividido em oito capítulos. Ele é fininho, mas possui um conteúdo muito interessante, já que a autora reuniu fórmulas usadas a milhares de anos, de diversas culturas, e as transformou em modernas para que as possamos colocar em prática. Para os que buscam uma leitura mais concisa, com histórias de grandes feiticeiros (as) da antiguidade e fórmulas mirabolantes, este não é um livro para vocês, pois ele é totalmente prático e simples. Vou descrever abaixo capítulo por capítulo para entenderem melhor todo o seu conteúdo:

Capítulo 1 – Lançando um Encantamento

Aqui a autora exprime técnicas e os significados muito bem descritos de encantamento, feitiço e trabalho mágicko [magia], se preocupando com detalhes como a origem das palavras e referências mitológicas, ponto bastante positivo para a leitura. Aborda também sobre o contato com os deuses, maneiras adequadas para segurança ao lançar um feitiço, o espaço sagrado, o estado mental e os suprimentos necessários, com uma vertente bastante wiccaniana.

Capítulo 2 – O Mundo Antigo

Este capítulo é dedicado a diversas civilizações antigas e suas crenças, com referências geográficas, algumas curiosidades e citações de deuses e deusas. São apresentados os Babilônios, Cananeus, Celtas, Cretenses, Egípcios, Etruscos, Gregos, Hititas, Fenícios, Romanos e Sumérios. Confesso que esperava um pouco mais de referências históricas e algumas das principais mitologias de cada povo. Porém, é curioso pelos quais não lemos ou vemos muito.

Capítulo 3 – Prosperidade

A partir deste capítulo são colocados temas para receitas, encantamentos e feitiços. Obviamente, este é focado para o ganho de dinheiro, fartura, sucesso nos negócios e como afastar o azar. São feitiços muito interessantes e o que mais gostei deste capítulo foi o “Uma Colheita Próspera”, realizado com a energia de Réa.

Capítulo 4 – Romance

São colocados feitiços e talismãs de amor e união para encontrar um par ideal. Diversos deuses e deusas são trabalhados aqui, como Afrodite, Hermes, Poseidon e Dafne. O feitiço que mais gostei foi “O Profundo Mar Azul”, realizado com a energia de Mari.

Capítulo 5 – Fertilidade

Pode parecer redundante por causa do capítulo de prosperidade, mas não é. Aqui são dedicados feitiços e fórmulas para libido, gravidez e prazer tanto para a mulher quanto para o homem. O que mais gostei foi um pequeno ritual chamado “Estes Cornos Simbólicos”, com a energia de Minelato, o grande Veado-Lua da antiga Creta.

Capítulo 6 – Proteção

Este é o capítulo que têm mais feitiços e por coincidência o que mais gostei. São várias formas de proteção, tanto espiritual quanto física, com energias de deuses e deusas poderosos como Atena, Hermes, Apolo e Etna e figuras como Medusa e Grifos. O ritual que mais gostei foi “Proteção contra as Forças Sobrenaturais”, com a energia de Brigit.

Capítulo 7 – Cura

Como a autora é também terapeuta holística, este capítulo está recheado de feitiços interessantes, desde curar uma doença física até fortalecer a saúde espiritual. Têm muitas fórmulas com deuses e criaturas mágicas, como um feitiço com Centauro, chamado “Um Mestre como Curador”, o meu favorito do tema.

Capítulo 8 – Divinação

Aqui a autora ensina técnicas para se obter informações através do divino e oráculos milenares. Algumas delas são bastante originais, outras tão antigas que eu não fazia ideia de como utilizar para esta finalidade. Uma que eu gosto é a “Visão na Tempestade”.

A bibliografia consultada pela autora para escrever o livro é excelente. Ele está esgotado na editora, porém, em sebos ainda é fácil de encontrá-lo com um bom preço. A leitura vale à pena e recomendo a todos, pelo teor pagão antigo e por reciclar opções de feitiços, alguns que certamente irão para o seu Livro das Sombras.

Pedro Guardião

Um comentário:

Chirl disse...

Mais um livro que preciso ler com urgência.....Essa resenha me abriu o apetite para devorar o tema..Gratidão!!!!!

Vídeos Wicca & Bruxaria

Loading...